segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Aposta: cartela de cores


Cores ácidas: eu apostaria nisso pro verão 2012.

Fotografia de moda





Iluminação, cor e contraste impecáveis. Auge: verticalidade arquitetonicamente acentuada.
Caroline Trentini por Fabio Bartelt.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Arrumando a casa!








Caros leitores,
Finalmente tomei vergonha e dei uma repaginada no blog!
Sejamos francos: aquele padrão antigo do blogspot era bem cafona. Pra dar uma modernizada, usei como pano de fundo uma foto que tenho na minha casa. Ela é de autoria do arquiteto, amigo e fotógrafo Ricardo Theodoro. Um ensaio na Rua Augusta.
Quem tiver interesse, o rapaz participará da próxima edição do Projeto em Bloco, que acontece dia 11/12 no Cine Centro São Francisco, em Brasília.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Do not touch!







Para o momento atual, as defesas emocionais ganham a armadura perfeita.

Dos designers Lianna Sheppard e Amila Hrustic.

Fotografia, moda e arquitetura





Na série "Reflections" de Rivka Katvan a arquitetura se mistura com reflexos das vitrines nova-iorquinas. Cenários da cidade se fundem com personagens elegantes e misteriosos. O resultado transmite silêncio, passado, e um ar fantasmagórico.
Detalhe importante: as imagens não são manipuladas digitalmente. As técnicas são todas manuais.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Resultados do workshop

Como resultado do Workshop em Cool Hunting que ministrei há uns meses, gosto do trabalho da Suzana. A moça foi minha aluna no Iesb em 2008 e 2009, minha orientanda de TCC e agora cursa arquitetura. O trabalho proposto foram 2 painéis feitos em colagem. Um de cores e um de inspiração temática, independentes entre si.
Taí!


Cartela de cores
Tema: TEMPO
Tags: gradual; complementar; deterioração.
Título: "Insólido"

"Tudo o que é sólido desmancha no ar."



Moodboard
Tema: Infância - Um transplante da despreocupação infantil para o cotidiano - como adicionar curvas a uma rotina linear.
Tags: leveza; liberdade; fantasia; prazer.




"Livro-escultura" do estúdio Visual Editions.
Lúdico e singelo: as palavras se misturam e a sobreposição das páginas abre espaço para o novo.
http://www.visual-editions.com/

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Lady Gaga faz escola.





A aparição de Lady Gaga em seu vestido de carne - horroroso, diga-se de passagem - parece fazer escola. O designer sul-coreano Sung Yeonju pegou carona na onda da moça e fez uma série de roupas intitulada Wearable Foods usando como matéria-prima uma porção de vegetais.
O resultado taí e não é para vestir, mas para fotografar.
Ah sim... Independentemente do vetor tendència, vai minha opinião pessoal:acho isso muito ruim.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Preguiça das redes sociais

Ah sim! Você está viajando o mundo, arrumou um SUPER emprego numa SUPER empresa em São Paulo, passou no concurso mais sensacional do Brasil e em primeiro lugar, está namorando e vai ser casar em breve com muitos bem-casados na mesa do bolo. Além disso, vc vai em todos os festivais de rock e de cinema, e de quebra faz aulas no curso de gastronomia (todos em São Paulo, claro).
No mundo virtual ninguém tem contas a pagar, desafetos ou depressão.
O facebook é quase uma novela do Manoel Carlos, com direito a chazinho no meio da tarde de segunda-feira nas ruas do Leblon. Preguiça...
Pronto, falei.

Bom fim-de-semana!



Vídeo maneiríssimo que faz referência explícita à capa do álbum "Sex Pistols - Never Mind the Bollocks, Here's the Sex Pistols" de 1977 e à Pop Art de Andy Warhol e Lichtenstein.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

São Paulo, Brasil!





Instalação urbana linda e divertida em razão do PixelShow 2010 de São Paulo.
via http://www.fubiz.net/

Para arquitetos leitores





Marcadores de livros idealizados pelo estúdio inglês Gilbert13.

domingo, 7 de novembro de 2010

Entrevistando: Yeda Garcia






Clarice Garcia: Esse projeto da Patricia Urquiola faz uma mistura enorme de referências. É possível identificar suas origens?
Yeda Garcia:Não sei se o mais importante é identificar a origem dessas referências. Trata-se de uma evidente enxurrada de elementos de diversas culturas. Mas o que mais chama atenção nesse trabalho é a resposta que ele apresenta a esse momento em que estamos sendo bombardeados por essas inúmeras referências, imagens e informações: é não tentar organizar o caos, ao contrário, é abraçá-lo. 'Soltar a mão' e entrar num universo mais exploratório, menos rígido.

Clarice Garcia: Em meio a tantas referências distintas,em que aspectos do projeto é possível identificar a "assinatura" de Patricia Urquiola?
Yeda Garcia:Existem alguns elementos em que podemos ver sua assiantura. No lounge do hotel, há um painel com padronagems com motivos florais e elementos estilísticos artesanais, como por exemplo o crochê, sempre superdimensionados e cruzados criando uma irreverente geometria.

Clarice Garcia: O projeto me parece muito atual e inovador. Você concorda? Ele poderia ser considerado um vetor de tendências no design de interiores?
Yeda Garcia:É muito dificil, nesse momento detectarmos um único fio condutor capaz de ditar tendências no universo do design de interiores. Temos observado a valorização crescente de alguns conceitos como a preocupação ambiental e a flexibilização.
Observo nesse trabalho uma grande liberdade e flexibilidade no lay out, nas diversas referências culturais e na paleta de cores pouco restritiva.

Clarice Garcia: Se você pudesse apontar o ponto forte do projeto, o que seria?
Yeda Garcia:Dificil destacar a maior dentre as muitas virtudes do projeto. Talvez o uso de variadas peças de muito bom design. Vale destacar a cadeira Paulistana de Paulo Mendes da Rocha.

Yeda Garcia é arquiteta formada pela Universidade de Brasília. Atualmente é também presidente da ABRADI DF - Associação Brasiliense de Designers de Interiores. Foi também vencedora do prêmio Top 100 da Revista Kaza e indicada pela Vogue Brail como uma das melhores designers de interiores do país. Chique!
www.yedagarcia.com.br

Cidade artesanal







As intervenções fazem parte do projeto do grupo lusitano S.P.O.T e têm o artesanal como ponto de partida. A simplicidade de execução das ideias é valorizada em detrimento da tecnologia, o que confere um charme a mais e um ar de vitalidade para a cidade do Porto.